PBH flexibiliza ainda mais as atividades na capital e permitirá 100% dos alunos nas escolas

Mesmo com a taxa de transmissão da Covid-19 em 1,03 — portanto, na área de alerta amarelo —, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH) decidiu nessa terça, 5, a adoção de medidas mais brandas no combate à pandemia da Covid-19 na capital. Os protocolos de funcionamento de escolas, comércios, shoppings e galerias, academias e clubes, salões de beleza e de outras atividades foram revisados, de forma a flexibilizar o acesso e a presença de público.

Nas escolas, por exemplo, voltará a ser permitida a ocupação de 100% das turmas presenciais, permanecendo a necessidade de distanciamento entre alunos de turmas distintas. A capacidade de público nos estabelecimentos também foi ampliada. Exceto para as escolas, que terão os protocolos atualizados no próximo dia 18, as novas regras já passam a valer a partir desta quarta, 6.

continua após o anúncio do patrocinador (clique aqui para acessar a loja)

Justificativa

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Belo Horizonte tomou essas decisões com base nos indicadores da pandemia que, na terça, 6, além da taxa de transmissão em 1,03, apresentaram ocupação de leitos reservados para o tratamento da doença no patamar verde — de 42,3% para os de UTI e 33,3% nas enfermarias. Segundo o Comitê, as medidas foram adotadas com segurança considerando o diálogo com representantes dos segmentos da economia e a validação por parte da Vigilância Sanitária do Município.

Contudo, vale destacar que o relaxamento das medidas por parte da PBH não significam que os cuidados individuais de prevenção ao contágio pela Covid-19 devam ser abandonados. Portanto, continua sendo conveniente o uso de máscara em público, a manutenção do distanciamento entre as pessoas e a higienização frequente das mãos, inclusive com álcool gel.

Principais alterações a partir desta quarta-feira, dia 6 de outubro

Gerais

  • Padronização e aumento de capacidade de pessoas nos estabelecimentos, unificando limitação a uma pessoa a cada 4 m². Portanto, menor do que os 7 m² anteriores,
  • Redução do distanciamento mínimo entre pessoas para 1 m² — maior do que os 2 m² anteriores —, mantendo o uso de máscara.
  • Retirada da obrigatoriedade do uso de face shield em várias situações, mantendo apenas a obrigatoriedade do uso de máscara. O face shield será necessário apenas onde houver maior risco de contágio.

Para comércio, shoppings, galerias de loja e shoppings populares

  • Junção de todas as regras para o comércio em um único protocolo, incluindo shoppings e galerias de lojas.
  • Permissão para que os clientes tenham contato físico com peças do estoque.
  • Permissão para que entre no estabelecimento mais de uma pessoa adulta por carrinho ou por cesto de compras.
  • Dispensa da aferição de temperatura nos estabelecimentos.

Para cabeleireiros e clínicas de estética

  • Junção e simplificação dos protocolos dos estabelecimentos, com permissão de uso da sala de espera, desde que respeitadas as regras de distanciamento.

Para academias, centros de condicionamento físico e clubes de lazer

Dispensa da aferição de temperatura nas academias.

Permissão da práticas de atividades coletivas, mantendo a obrigatoriedade de uso de máscara.

Retirada do parâmetro de número de pessoas por raia durante treinamento em piscinas, mantendo apenas a regra de distanciamento mínimo de 2 m entre elas na piscina — considerando que estarão sem máscara.

Para museus

  • Ocupação de uma pessoa a cada 4 m², em vez dos 5 m² anteriores.
  • Distancia mínimo entre pessoas de 1 m², em vez dos 2 m² anteriores.

Principais alterações para escolas, a partir de 18 de outubro

  • Ocupação presencial de 100% das turmas. Cada turma deverá manter o distanciamento com relação aos alunos das demais salas, adotando o sistema de bolha.
  • Permissão de uso de ar condicionado, com padronização de regras.
  • Permissão para uso da sala de professores, respeitando-se as regras de distanciamento de 1 m² entre as pessoas.
  • Permissão para realização de eventos escolares, respeitando as regras estabelecidas em protocolos para eventos semelhantes.
  • Retirada das regras que proibiam as atividades desportivas de contato e a escovação de dentes.
  • Liberação dos parquinhos para as demais idades além dos três a oito anos permitidos atualmente.
  • Retirada da obrigatoriedade de quarentena para os livros devolvidos à biblioteca.
  • Retirada da obrigatoriedade de horário fixo por turma para uso do banheiro.

 

Clique aqui para acessar todas as informações da PBH sobre os protocolos de funcionamento.