História de uma longa vida, um presente que recebi de Geraldo Fonseca

por Carlos Alberto Rocha*

De acordo com a nota que há na segunda orelha do livro História de uma longa vida (Editora B, 125 páginas), do engenheiro Geraldo de Almeida Fonseca, o termo Geraldo vem do germânico Gerwald e reúne os elementos gair — cujo significado é lança — e wald — que significa governar, dirigir. Portanto, a partir desta junção, para o nome poderiam ser atribuídos os significados senhor da lança e guerreiro forte, como também explica a nota.

Ainda que a gentileza que lhe é característica contrarie qualquer natureza bélica, quem tem a satisfação de conhecer o senhor Geraldo sabe que os sentidos do nome que há 94 anos ele carrega são muito apropriados. Afinal, além de poder contar mais de nove décadas de uma vida de muitas conquistas, o que poucos guerreiros alcançam, ele faz isso com a mesma lucidez com a qual soube governar a própria vida.

Lembranças

Do nascimento em Três Corações, em 26 de janeiro de 1926, passando pela Escola de Minas de Ouro Preto na década de 1940 e pelo namoro com Dona Haidée, com quem é casado há 67 anos, e chegando ao sucesso profissional e familiar, Geraldo apresenta suas reminiscências de uma forma leve, como quem conta casos a um amigo. Entre elas está a marcante atuação como membro da diretoria da Amoran, que ele iniciou em 1994, ainda na gestão de José Marques, permanecendo por 15 anos, até o final da primeira gestão de Saulo Jardim, em 2009.

Lendo a trajetória de Geraldo, fica mais claro compreender o que o leva a sempre apoiar e a participar das ações de interesse da comunidade do Anchieta. Além dos valores que herdou, da sólida base acadêmica, da família que criou e da destacada atuação profissional, em várias ocasiões, o autor buscou se aproximar de instituições que se dedicam a atividades sociais — como as que ocorrem a partir da própria Amoran ou da Paróquia de São Mateus, por exemplo — nas quais manifestou um aguçado espírito de cidadania.

Inspiração

Como ressaltam o prefácio e a conclusão do livro, História de uma longa vida foi escrito para transmitir aos familiares de Geraldo as suas lembranças. Entretanto, mesmo não sendo membro da família, tive a honra de receber um exemplar que, para mim, veio reforçar a impressão inspiradora que tenho sempre que converso com este verdadeiro cidadão, que certamente pode servir como um exemplo para as novas gerações.

Carlos Alberto e Geraldo Fonseca no Almoço da Amoran em 2019

De fato, tomando emprestadas as palavras que a filha do autor Tela Fonseca usa para descrever o livro em sua contracapa, é possível dizer que Geraldo é, por si, “uma inspiração para o cultivo de valores como força, justiça, honestidade, integridade e resiliência”. Com estes valores se constrói o que mais precisamos nos dias de hoje que é exatamente o tal espírito de cidadania.

 

*Carlos Alberto é editor do jornal Comunidade Ativa e presidente da Amoran