Até os dois anos as crianças não devem comer alimentos com adição de açúcar

Com tantas guloseimas adocicadas disponíveis, estimular as crianças a aceitarem uma alimentação saudável pode não ser uma tarefa fácil. Contudo, a nutricionista Lisa Bodnar alerta: satisfazer o desejo dos pequenos por doces não beneficiará a saúde deles em longo prazo.

Em artigo para o The Conversation, Lisa, que é especialista em Epidemiologia Nutricional e pesquisa padrões de dietas saudáveis para grávidas e para seus filhos, destaca ainda que o cuidado em evitar que crianças comam açúcar adicionado aos alimentos deve ser ainda maior para quem tem filhos menores de dois anos. Segundo a nutricionista, diferente dos açúcares que ocorrem naturalmente nos alimentos, quando é ingerido, o açúcar adicionado ocupa o lugar de nutrientes que são essenciais para o bom desenvolvimento infantil.

Além de obesidade, ocorrência de cáries e problemas cardiovasculares, a especialista explica que a ingestão de açúcar por crianças com até dois anos também pode causar problemas com o tipo de alimentação que elas vão desejar no futuro. “A dieta desde o nascimento até os 24 meses também molda as preferências alimentares de longo prazo . As pessoas estão programadas para desejar açúcar porque, no passado, esse tipo de alimento promoveu o acumulou de depósitos de gordura e evitou que nossos ancestrais morressem de fome quando a comida era escassa. Mas as crianças podem aprender a aceitar alimentos amargos ricos em nutrientes, como vegetais, se esses forem oferecidos repetidamente na primeira infância. Definir padrões de dieta saudável no início da vida pode ajudar as crianças a manterem peso saudável e evitar doenças crônicas”, ressalta Lisa.

Para ajudar no controle da dieta infantil sem adição de açúcar, a nutricionista dá algumas dicas.

Leia o rótulo do alimento

Verifique a quantidade de açúcares adicionados no rótulo de informações nutricionais dos alimentos e das bebidas antes de comprá-los. “As etiquetas incluem a quantidade de Açúcares Totais e, abaixo disso, a quantidade de Açúcares Adicionados. Uma porção de 240 ml de leite com chocolate contém 15 gramas de açúcar adicionado, por exemplo, enquanto o leite de vaca normal não tem adição de açúcar”, explica Lisa.

Mude para bebidas mais saudáveis

Troque as bebidas açucaradas por água ou leite  — leite materno, fórmula ou outro leite, dependendo da idade da criança. “Elimine ou limite as bebidas açucaradas, como refrigerantes normais, leites aromatizados, sucos sintéticos (Q-Suco, Tang), sucos com menos de 100% de frutas, bebidas esportivas, energéticas e água ou chá com açúcar”, recomenda a nutricionista.

Descarte a adição de açúcar nos alimentos

Prepare os alimentos para o seu filho sem adicionar açúcar.

Esteja ciente dos diferentes nomes para açúcar

Lisa observa que, frequentemente, o açúcar adicionado pode estar presente em alimentos de alguma forma que não esteja tão clara para o consumidor. “Os açúcares adicionados têm muitos nomes diferentes, como xarope de milho com alto teor de frutose, concentrados de suco de frutas, açúcar de cana, adoçante de milho, lactose, glicose, sacarose e xarope de bordo. Portanto, verifique sempre a lista de ingredientes”, ela aconselha.

Atenção para o açúcar escondido em alimentos embalados ou preparados em lojas

Se você oferecer ao seu filho alimentos e bebidas embalados ou preparados em lojas, como cereais secos, bolsas de frutas ou potes de comida para bebê, verifique se eles contêm açúcar adicionado.

Insista

Ofereça sempre às crianças alimentos amargos, como vegetais. “As crianças pequenas precisam ser expostas aos alimentos cerca de 30 vezes antes de aprenderem a gostar deles”, conclui Lisa.

 


Colabore com a produção do Comunidade Ativa fazendo uma doação com qualquer valor.
Pelo Pix, use a chave 43440241000164 ou clique no botão abaixo para contribuir usando cartão ou boleto.


 

Uma dica

Para mais informações sobre os temas abordados nessa matéria, acesse os links disponíveis ao longo do texto. Eles remetem às fontes utilizadas aqui. 

Uma dica: os artigos fora da página do Comunidade Ativa que não estiverem em português podem ser traduzidos automaticamente pelo navegador pelo seu navegador. Pra isso, basta clicar com o botão direito em qualquer ponto do texto a ser traduzido e escolher a opção “Traduzir para o português”.