Visita virtual ao Museu Abílio Barreto já está disponível

Que tal fazer uma visita ao Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB) sem sair de casa? Por meio da exposição virtual Complexa Cidade (clique aqui para acessar), isso já é possível desde a terça-feira, 26 de janeiro. O projeto da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e da Fundação Municipal de Cultura da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH) é uma buscam compensar a impossibilidade dos passeios presenciais ao MHAB que,  por força do Decreto Municipal 17.523, de 7 de janeiro de 2021, que dispõe sobre as medidas de prevenção à Covid-19, está fechado ao público

Visitas guiadas

No tour virtual gratuito estão disponíveis os círculos Habitar a Casa e Habitar a Rua, que se complementam, articulando as vidas pública e privada da cidade. Em um tour virtual com imagens em 360º, o visitante consegue percorrer os espaços do museu, onde também é possível acessar fotografias, plantas e objetos que compõem o acervo disponível no casarão histórico que conta a história da capital mineira.

O tour virtual permite que as salas do museu sejam visitadas pelo computador (Imagem: Reprodução)

Outra novidade está na possibilidade de uma visita guiada on-line, que é conduzida remotamente pela equipe educativa do MHAB. Além de tirar dúvidas a respeito do conteúdo da exposição, com a monitoria os visitantes podem debater com os educadores sobre as temáticas da mostra. As vistas têm duração aproximada de uma hora e devem ser agendadas pelo Portal de Serviços da Prefeitura no menu “Atendimento educativo virtual Museu Histórico Abílio Barreto”.

De acordo com a secretária Municipal de Cultura Fabíola Moulin, a exposição virtual e as visitas guiadas on-line fazem parte dos esforços da PBH para continuar oferecendo atividades culturais à população durante a pandemia, mesmo com a impossibilidade das visitas presenciais. “A exposição Complexa Cidade reúne um conteúdo importante sobre a história da nossa cidade, que agora poderá ser acessado por um número ainda maior de pessoas, que terão a oportunidade de conhecer Belo Horizonte desde os seus primeiros anos de criação”, destaca Fabíola.

O público e o privado

De acordo com a SMC, a exposição Complexa Cidade aborda o surgimento de Belo Horizonte, fazendo isso com base no acervo do MHAB. Ao longo dos dois circuitos de visitação, que são complementares, a vida privada da casa se articula com a vida pública da rua, destacando uma relação complexa de oposição e de reciprocidade. Os objetos, mapas, fotografias, pinturas, representações literárias e vestígios arqueológicos expostos permitem ao visitante refletir cobre a cidade e obre as múltiplas formas  de ocupá-la.

No circuito Habitar a Casa são apresentados os vários materiais construtivos e os tipos de edificações utilizados ao longo do tempo, que estão relacionados  ao universo social de cada época. Habitar a Rua, por sua vez, aborda o Arraial do Curral Del Rei e a construção da Nova Capital, apresentando o território urbano em mapas, textos e fotos de Belo horizonte, tendo como base a superfície de uma maquete topográfica da cidade.

Ainda, há a possibilidade de conhecer poemas e músicas que representam as percepções de época dos belo-horizontinos sobre o lugar onde viveram.]

Outras opções virtuais

Além de Complexa Cidade, a PBH também oferece em formato virtual outros conteúdos bastante interessantes que, por exemplo, abordam a extinta TV Itacolomi e a moda belo-horizontina. O Conjunto Arquitetônico da Pampulha o Zoológico de Belo Horizonte e alguns dos parques da cidade, entre eles o Parque Municipal e o Parque das Mangabeiras, também podem ser visitados virtualmente durante as 24 horas do dia, pelo site Visitas Virtuais, da PBH.