Quer entrar para o mercado dos influenciadores digitais? Siga as dicas!

Muito distante de ser uma moda passageira, o mercado para os influenciadores digitais — os digital influencers — promete ser bastante promissor ainda por muito tempo. Aliás, segundo os especialistas, esse segmento estaria apenas iniciando suas possibilidades.

A justificativa está no crescimento em importância do marketing de influência, que é aquele exercido pelos influenciadores que têm marcas associadas às suas imagens. Vale destacar que a remuneração que o influenciador recebe justamente das marcas que ele propaga em seus canais, o que pode render um bom dinheiro.

Outro motivo da relevância dos influenciadores está na dinâmica da internet, que, todos os dias, recebe novos públicos, com novos interesses e novas curiosidades. Além disso, também surgem novas redes sociais — como o Tik Tok, que tem feito tanto sucesso — renovando as perspectivas para novos influenciadores.

Em meio a essa constante renovação, um levantamento do site de notícias Business Insider Intelligence realizado no ano passado estima que, até o final de 2022, o marketing de influência deve movimentar US$ 10 bilhões. Contudo, é fato que há um grande número de pessoas buscando uma fatia desse faturamento, o que exige preparo de quem se interessa por ele.

Se você deseja iniciar uma carreira promissora como digital influencer, as seis dicas a seguir vão lhe ajudar bastante.

Fale sobre algo que domina

A autoridade do influenciador sobre o assunto que pretende tratar é um diferencial importante nesse mercado, o que, sem dúvida, não é das tarefas a mais difícil. Afinal, deve existir um assunto que você domine com segurança suficiente para influenciar outras pessoas.

Ou seja, se esse domínio está no âmbito da culinária, por exemplo, mesmo que esse seja um segmento já bastante explorado por outros influenciadores, é para ele que você deve seguir.

Fale para um nicho específico

Com qual público você tem mais afinidade? Essa é uma pergunta importante, que deve ser respondida antes mesmo de começar a produzir os conteúdos.

A partir dela será possível definir a “persona” que o influenciador alcança, que, na linguagem do marketing, diz respeito à especificação de um perfil de público que busca determinado tipo de informação.

Produza conteúdos relevantes

De nada adianta a pessoa ser um chefe Claude Troisgros, o francês do Mestre do Sabor, da Globo, se ela não leva para internet conteúdos que realmente sejam de interesse do público. Portanto, além de entender sobre o assunto que está falando é indispensável que o influenciador aborde temas que vão fazer alguma diferença para o público.

Também é necessário fazer isso de forma que seja atraente, utilizando uma boa oratória e boas ferramentas de captura de imagem e de edição. É importante ter em mente que, além de atrair os seguidores, a relevância dos conteúdos e a boa apresentação são necessárias para seduzir os patrocinadores.

Seja você

Por mais interessante que possa parecer no princípio, criar um personagem pode não ser a melhor ideia. Mantê-lo por muito tempo diante das câmeras pode exigir um esforço tremendo, levando o influenciador a gastar uma energia que poderia ser utilizada de forma mais produtiva — na geração de conteúdos, por exemplo. Além disso, personagens se desgastam com o tempo e existe a chance de se esbarrar em lugares comuns, já explorados por outros influenciadores, levando aos riscos da imitação.

Para escapar dessas armadilhas e ainda ganhar o bônus da exclusividade, a melhor saída é a autenticidade. Vale considerar que os seguidores preferem as pessoas reais que compartilham experiências reais. Esse é um grande ativo que precisa ser valorizado.

Busque a criatividade

Entretanto, ser autêntico não significa que a pessoa tenha que manter a mesma postura monótona e uniforme o tempo todo, o que, com o tempo, também pode levar ao desgaste junto ao público. Para evitar isso, sem perder a autenticidade, é importante buscar a criatividade nas exposições, o que deverá ser feito de acordo com o tipo de abordagem pretendida.

Por exemplo, se o nicho escolhido é infantil ou jovem, mudanças no cenário e roupas diferentes nas apresentações pode surgir um efeito interessante. Para o público adulto o uso de infográficos nas explicações pode acrescentar bastante ao conteúdo.

Dominar as redes

Um bom influenciador digital não precisa conhecer todas as redes sociais, mas é indispensável que domine aquelas que pretende utilizar para alcançar os seguidores. Com isso é possível entender as utilidades das ferramentas disponíveis em cada uma delas e as linguagens mais favoráveis àqueles canais.

Ou seja, como em qualquer outra atividade, quem pretende obter sucesso no mercado de influência digital precisa conhece-lo bem., buscando o máximo de informações possíveis. Seguindo esses passos você aumentará bastante as suas chances de atrair seguidores e patrocinadores.

 


Colabore com a produção do Comunidade Ativa fazendo uma doação com qualquer valor.
Pelo Pix, use a chave 43440241000164 ou clique no botão abaixo para contribuir usando cartão ou boleto.